terça-feira, 1 de outubro de 2013

A Profissão de Cabeleireiro Profissional





O cabeleireiro é o profissional que cuida da beleza e vitalidade dos cabelos de seus clientes, sejam eles homens ou mulheres. Por meio de escovas, aplicação de cremes, químicas, tinturas (caso se deseje mudar a coloração) e da tesoura, para mantê-los sempre no tamanho e estética ideal, buscando o melhor resultado para agradar aqueles que o procuram.

QUAIS AS CARACTERÍSTICAS NECESSÁRIAS?

Para tornar-se um bom cabeleireiro, é necessário ter bastante interesse por estética e estar sempre ligado às novas tendências de cortes, tinturas e cremes para compreender o gosto do cliente e sugerir novas idéias.
Características desejáveis:
bom senso estético
habilidade para lidar com objetos pontiagudos
boa visão
capacidade de concentração
detalhista
buscar sempre a perfeição
boa capacidade de comunicação, para interagir com o cliente e saber o que ele realmente deseja
manter-se sempre atualizado das novas tendências

QUAL A FORMAÇÃO NECESSÁRIA?

A profissão de cabeleireiro é um caso típico onde o exercício e a prática, acabam formando o profissional, da mesma forma que em outras profissões da área estética, como maquiador e manicure. Apesar disso, é importante ressaltar que o cabeleireiro deve sempre se atualizar em cursos (workshops de beleza), pois grande parte dos salões só permite a admissão de cabeleireiros que tenham um curso profissionalizante na área, eles duram em média um ano e dão noções técnicas das principais funções como corte, coloração, alisamento, relaxamento, entre outros. Além disto, há os cursos de atualização e aperfeiçoamento do profissional, muito importantes para aquele que deseja se destacar entre os demais, atraindo uma maior clientela, que são:
Cursos de alisamento e relaxamento, com duração média de 3 horas/aula
Cursos de aplicação de "mega hair", que consiste no alongamento dos fios, dando a impressão de cabelos mais compridos, com duração de 1 aula
Escova progressiva e definitiva, também com duração de 1 aula
Tratamento capilar, com recuperação de fios opacos e quebradiços, com média de 3 aulas
Curso completo de escova, ministrado em 10 aulas
Coloração, mechas e descoloração, com 10 aulas em média
Assim, o profissional pode se tornar mais capacitado para as mais variadas exigências dos clientes. As feiras de beleza (beauty fairs) também são ótimas opções para se inteirar das novidades cosméticas, com relação a novos cremes, técnicas de escova, alisamento e coloração. Este é o diferencial que vai chamar a atenção daqueles que procuram seus serviços, tornando-os clientes fiéis e satisfeitos.

PRINCIPAIS ATIVIDADES

Entre suas atividades diárias estão:
permanente, para obter o caminho inverso, conseguindo tornar cabelos lisos em ondulados
hidratação, por meio de cremes específicos e de "touca térmica", conhecida entre os cabeleireiros
escova, modelando os cabelos da maneira que o cliente deseja
luzes, mechas e reflexos
enxágüe dos cabelos após o corte ou tintura
secagem

ÁREAS DE ATUAÇÃO E ESPECIALIDADES

Os cabeleireiros podem atuar como autônomos, trabalhando em suas casas e recebendo os clientes. Porém, grande parte deles trabalham em salões de beleza. Alguns abrem seu próprio salão de beleza, formando uma equipe com outros cabeleireiros, manicures, maquiadores e esteticistas, facilitando uma maior captação de clientes ao oferecer mais serviços em um só lugar.

MERCADO DE TRABALHO

O mercado de trabalho dos cabeleireiros é exclusivamente do setor privado e é bastante competitivo, por depender da qualidade de seus serviços, visando atrair mais clientes. Uma área que cresce bastante é a dos salões de beleza, que agregam vários serviços estéticos em um só lugar. Assim, o cliente acaba conhecendo mais de seus serviços e tornam-se clientes cativos do salão, pois, se for bem gerenciado e administrado, terá tudo o que ele precisa na área estética. Além disso, é uma opção segura de remuneração, ao passo que o autônomo depende exclusivamente da alta freqüência para conseguir o lucro, mesmo em períodos de diminuição da demanda. Com a forte tendência pelos cabelos lisos hoje em dia, os cabeleireiros que mais se especializam nesta técnica que inclui alisamento, hidratação e relaxamento, através de cursos e workshops, acabam se destacando mais e sendo melhor remunerados pelo serviço. Assim, o cabeleireiro deve sempre se manter informado das novas tendências, visando se especializar no que está em alta na moda, para que seja mais procurado e cobiçado pelos clientes.Assim, a medida em que trazem mais inovações técnicas de tratamento dos cabelos, conquistam mais facilmente seu lugar no mercado de trabalho.

CURIOSIDADES

Desde os tempos antigos, a maneira de arrumar os cabelos denota uma civilização, com seus diferenciados sensos estéticos e gostos. Nos tempos da antiga Assíria, região do atual Oriente Médio, os cabeleireiros tornaram-se famosos pelos seus penteados, por cortarem o cabelo dando-lhe a forma de uma pirâmide egípcia, por exemplo. No mundo ocidental, e mais especificamente no Brasil, a evolução das maneiras de cortar o cabelo, diversificando e popularizando a profissão de cabeleireiro, não foram diferentes. Nos anos 40, época em que começaram a surgir as primeiras cabeleireiras do sexo feminino, uma vez que grande parte dos homens alistavam-se na Segunda Guerra Mundial, era comum o uso do turbante, caracterizando uma moda tipicamente influenciada pelo contexto histórico. Na época, os produtos capilares eram escassos, pela baixa tecnologia e devido à guerra. Nos anos 50, tornou-se comum o uso de reflexos nos cabelos, deixando-os mais claros e brilhantes. Nesta mesma época, era comum o estilo de penteado, influenciado por atrizes do cinema americano, conhecido como helmet (capacete), quando o cabelo era ajustado exatamente ao formato da cabeça fixando-o, com o uso de laquês. Passando para os anos 60, popularizou-se o uso dos chapéus, laços e dos fixadores de cabelo, modelando-os da maneira desejada, muitas vezes com franjas à mostra, modeladas com secador. Com a eclosão dos movimentos jovens nos anos 60 e 70, os cabeleireiros passaram a fazer os cortes "black power", "punk" e "rastafari", que muitas pessoas usam até hoje. Nos anos 80, foi a vez dos permanentes, bastante cacheados e volumosos, virarem moda entre as pessoas, influenciadas pelo cinema e novelas. Nos dias de hoje, com a globalização e o desenvolvimento da mídia, a velocidade da informação aumentou muito. Os centros da moda como Paris, Londres, Milão, Nova Iorque e Tóquio lançam duas coleções por ano, fazendo com que não haja apenas uma moda, mas tendências, em intervalos de tempo cada vez mais curtos. Porém pode-se ressaltar o uso cada vez mais freqüente do alisamento definitivo dos cabelos, que busca aproximar-se do natural, deixando-os com o mínimo de volume, muito desejado nos dias de hoje.

ONDE ACHAR MAIS INFORMAÇÕES E CURSOS

A Profissão de Cabeleireiro Profissional





O cabeleireiro é o profissional que cuida da beleza e vitalidade dos cabelos de seus clientes, sejam eles homens ou mulheres. Por meio de escovas, aplicação de cremes, químicas, tinturas (caso se deseje mudar a coloração) e da tesoura, para mantê-los sempre no tamanho e estética ideal, buscando o melhor resultado para agradar aqueles que o procuram.

QUAIS AS CARACTERÍSTICAS NECESSÁRIAS?

Para tornar-se um bom cabeleireiro, é necessário ter bastante interesse por estética e estar sempre ligado às novas tendências de cortes, tinturas e cremes para compreender o gosto do cliente e sugerir novas idéias.
Características desejáveis:
bom senso estético
habilidade para lidar com objetos pontiagudos
boa visão
capacidade de concentração
detalhista
buscar sempre a perfeição
boa capacidade de comunicação, para interagir com o cliente e saber o que ele realmente deseja
manter-se sempre atualizado das novas tendências

QUAL A FORMAÇÃO NECESSÁRIA?

A profissão de cabeleireiro é um caso típico onde o exercício e a prática, acabam formando o profissional, da mesma forma que em outras profissões da área estética, como maquiador e manicure. Apesar disso, é importante ressaltar que o cabeleireiro deve sempre se atualizar em cursos (workshops de beleza), pois grande parte dos salões só permite a admissão de cabeleireiros que tenham um curso profissionalizante na área, eles duram em média um ano e dão noções técnicas das principais funções como corte, coloração, alisamento, relaxamento, entre outros. Além disto, há os cursos de atualização e aperfeiçoamento do profissional, muito importantes para aquele que deseja se destacar entre os demais, atraindo uma maior clientela, que são:
Cursos de alisamento e relaxamento, com duração média de 3 horas/aula
Cursos de aplicação de "mega hair", que consiste no alongamento dos fios, dando a impressão de cabelos mais compridos, com duração de 1 aula
Escova progressiva e definitiva, também com duração de 1 aula
Tratamento capilar, com recuperação de fios opacos e quebradiços, com média de 3 aulas
Curso completo de escova, ministrado em 10 aulas
Coloração, mechas e descoloração, com 10 aulas em média
Assim, o profissional pode se tornar mais capacitado para as mais variadas exigências dos clientes. As feiras de beleza (beauty fairs) também são ótimas opções para se inteirar das novidades cosméticas, com relação a novos cremes, técnicas de escova, alisamento e coloração. Este é o diferencial que vai chamar a atenção daqueles que procuram seus serviços, tornando-os clientes fiéis e satisfeitos.

PRINCIPAIS ATIVIDADES

Entre suas atividades diárias estão:
permanente, para obter o caminho inverso, conseguindo tornar cabelos lisos em ondulados
hidratação, por meio de cremes específicos e de "touca térmica", conhecida entre os cabeleireiros
escova, modelando os cabelos da maneira que o cliente deseja
luzes, mechas e reflexos
enxágüe dos cabelos após o corte ou tintura
secagem

ÁREAS DE ATUAÇÃO E ESPECIALIDADES

Os cabeleireiros podem atuar como autônomos, trabalhando em suas casas e recebendo os clientes. Porém, grande parte deles trabalham em salões de beleza. Alguns abrem seu próprio salão de beleza, formando uma equipe com outros cabeleireiros, manicures, maquiadores e esteticistas, facilitando uma maior captação de clientes ao oferecer mais serviços em um só lugar.

MERCADO DE TRABALHO

O mercado de trabalho dos cabeleireiros é exclusivamente do setor privado e é bastante competitivo, por depender da qualidade de seus serviços, visando atrair mais clientes. Uma área que cresce bastante é a dos salões de beleza, que agregam vários serviços estéticos em um só lugar. Assim, o cliente acaba conhecendo mais de seus serviços e tornam-se clientes cativos do salão, pois, se for bem gerenciado e administrado, terá tudo o que ele precisa na área estética. Além disso, é uma opção segura de remuneração, ao passo que o autônomo depende exclusivamente da alta freqüência para conseguir o lucro, mesmo em períodos de diminuição da demanda. Com a forte tendência pelos cabelos lisos hoje em dia, os cabeleireiros que mais se especializam nesta técnica que inclui alisamento, hidratação e relaxamento, através de cursos e workshops, acabam se destacando mais e sendo melhor remunerados pelo serviço. Assim, o cabeleireiro deve sempre se manter informado das novas tendências, visando se especializar no que está em alta na moda, para que seja mais procurado e cobiçado pelos clientes.Assim, a medida em que trazem mais inovações técnicas de tratamento dos cabelos, conquistam mais facilmente seu lugar no mercado de trabalho.

CURIOSIDADES

Desde os tempos antigos, a maneira de arrumar os cabelos denota uma civilização, com seus diferenciados sensos estéticos e gostos. Nos tempos da antiga Assíria, região do atual Oriente Médio, os cabeleireiros tornaram-se famosos pelos seus penteados, por cortarem o cabelo dando-lhe a forma de uma pirâmide egípcia, por exemplo. No mundo ocidental, e mais especificamente no Brasil, a evolução das maneiras de cortar o cabelo, diversificando e popularizando a profissão de cabeleireiro, não foram diferentes. Nos anos 40, época em que começaram a surgir as primeiras cabeleireiras do sexo feminino, uma vez que grande parte dos homens alistavam-se na Segunda Guerra Mundial, era comum o uso do turbante, caracterizando uma moda tipicamente influenciada pelo contexto histórico. Na época, os produtos capilares eram escassos, pela baixa tecnologia e devido à guerra. Nos anos 50, tornou-se comum o uso de reflexos nos cabelos, deixando-os mais claros e brilhantes. Nesta mesma época, era comum o estilo de penteado, influenciado por atrizes do cinema americano, conhecido como helmet (capacete), quando o cabelo era ajustado exatamente ao formato da cabeça fixando-o, com o uso de laquês. Passando para os anos 60, popularizou-se o uso dos chapéus, laços e dos fixadores de cabelo, modelando-os da maneira desejada, muitas vezes com franjas à mostra, modeladas com secador. Com a eclosão dos movimentos jovens nos anos 60 e 70, os cabeleireiros passaram a fazer os cortes "black power", "punk" e "rastafari", que muitas pessoas usam até hoje. Nos anos 80, foi a vez dos permanentes, bastante cacheados e volumosos, virarem moda entre as pessoas, influenciadas pelo cinema e novelas. Nos dias de hoje, com a globalização e o desenvolvimento da mídia, a velocidade da informação aumentou muito. Os centros da moda como Paris, Londres, Milão, Nova Iorque e Tóquio lançam duas coleções por ano, fazendo com que não haja apenas uma moda, mas tendências, em intervalos de tempo cada vez mais curtos. Porém pode-se ressaltar o uso cada vez mais freqüente do alisamento definitivo dos cabelos, que busca aproximar-se do natural, deixando-os com o mínimo de volume, muito desejado nos dias de hoje.

ONDE ACHAR MAIS INFORMAÇÕES E CURSOS