segunda-feira, 31 de julho de 2017

7 dicas para interpretar a Informação Nutricional dos produtos

Você tem o costume de analisar a tabela de ‘Informação Nutricional’ dos produtos que compra?

Se você quer ter uma alimentação saudável, deveria. Segundo a nutricionista Claudia Bastos de Oliveira, estar atento a essa relação - e comparar os produtos com base nela - ajuda a fazer melhores escolhas. Pensando nisso, trouxemos dicas de como interpretar a ‘Informação Nutricional’ dos produtos:

1 -  Ordem dos ingredientes:
A lista descreve os ingredientes em ordem decrescente, ou seja, o elemento em maior quantidade para o de menor quantidade, afirma Claudia. Ela explica que é importante estar atento principalmente à quantidade de açúcares (carboidratos), sódio e presença de gorduras trans. Ou seja, se no rótulo de um alimento você percebe que os ingredientes citados estão entre os primeiros, tente achar uma opção mais saudável.

2 -  Porção (gr ou ml)
É a quantidade do alimento que deve ser consumido, considerando-se uma dieta saudável. A indicação dos valores é referente à porção indicada na embalagem do produto e não a ele como um todo.

3 -  %VD:
É o valor diário recomendado da quantidade de energia ou de nutrientes que o produto apresenta em relação a uma dieta de 2.000kcal.

4 -  Carboidratos:
Nos produtos industrializados são apresentados principalmente sob forma de açúcar. São utilizados como fonte de energia, mas o que não é utilizado pelo corpo acaba ficando armazenado em forma de gordura.

5 -  Proteínas:
Este nutriente é responsável pela construção e manutenção de tecidos, órgãos e células.

6 -  Gorduras Trans:
Feita à base de gordura hidrogenada, é encontrada principalmente em produtos industrializados como margarinas, sorvetes, salgadinhos;

7 -  Sódio:
Quando consumido em excesso está relacionado à elevação da pressão arterial, doenças cardiovasculares e obesidade. É encontrado principalmente no sal de cozinha e produtos industrializados, inclusive doces e refrigerantes.

Quer saber mais sobre a área da saúde? Clique aqui!
Quer saber mais sobre a área da gastronomia? Clique aqui!


(Fonte: Catraca Livre)

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Após 32 anos, Microsoft anuncia fim do Paint e internet reage

Os nostálgicos do histórico programa vão poder se consolar com o Paint 3D, lançado há alguns meses



É o fim de uma era: depois de 32 anos, a Microsoft vai deixar de instalar o Paint no Windows. O programa de desenho e tratamento de imagens será substituído por outro para imagens em 3D, informou a empresa nesta segunda-feira (24).

O Paint já não vai aparecer na próxima atualização do Windows 10, prevista para este ano. Um dos objetivos é popularizar as imagens em três dimensões e disputar o segmento de designers e artistas com a Apple.

O programa, instalado automaticamente em todos os PCs, “não será mais otimizado e vai ser retirado das próximas atualizações”, disse a Microsoft, sem precisar uma data. Os nostálgicos do histórico programa vão poder se consolar com o Paint 3D, lançado há alguns meses.

A primeira versão do Paint data de 1985, quando foi lançado o Windows.

Quer saber tudo sobre o universo da tecnologia? Inscreva-se aqui!



(Fonte: Exame.com)


segunda-feira, 24 de julho de 2017

8 dicas simples para ter uma vida mais equilibrada

A agitação das grandes cidades, o excesso de compromissos e o corre-corre acabam por atropelar a rotina, deixar as pessoas mais ansiosas e gerar uma série de desequilíbrios. No meio de tantas prioridades e urgências, mal sobra tempo e energia para investir em atividades de lazer e bem-estar. A consequência disso é algo que os especialistas são unânimes em afirmar: estresse.

Segundo a psicóloga Denise Pará Diniz, coordenadora do setor de Gerenciamento de Estresse e Qualidade de Vida da Unifesp, é preciso ficar atento ao estilo de vida para evitar problemas maiores futuros.  “Uma boa tática é se perguntar como você promove saúde física, mental e social no seu dia a dia”, orienta a especialista.

Para te ajudar a avaliar se sua vida está balanceada ou com excessos e faltas, preparamos uma lista com 8 pontos para você ficar atento.

Confira no infográfico:

 


(Fonte: Catraca Livre)

8 dicas simples para ter uma vida mais equilibrada

A agitação das grandes cidades, o excesso de compromissos e o corre-corre acabam por atropelar a rotina, deixar as pessoas mais ansiosas e gerar uma série de desequilíbrios. No meio de tantas prioridades e urgências, mal sobra tempo e energia para investir em atividades de lazer e bem-estar. A consequência disso é algo que os especialistas são unânimes em afirmar: estresse.

Segundo a psicóloga Denise Pará Diniz, coordenadora do setor de Gerenciamento de Estresse e Qualidade de Vida da Unifesp, é preciso ficar atento ao estilo de vida para evitar problemas maiores futuros.  “Uma boa tática é se perguntar como você promove saúde física, mental e social no seu dia a dia”, orienta a especialista.

Para te ajudar a avaliar se sua vida está balanceada ou com excessos e faltas, preparamos uma lista com 8 pontos para você ficar atento.

Confira no infográfico:

 


(Fonte: Catraca Livre)

terça-feira, 4 de julho de 2017

Aprovado projeto que regulamenta profissão de Auxiliar de Farmácia

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou proposta que regulamenta o exercício da profissão de auxiliar de farmácias e drogarias. Pelo texto, só poderá exercer a atividade o trabalhador com nível médio completo e curso profissionalizante. Será exigido ainda do funcionário registro na Carteira de Trabalho que comprove o ofício em farmácias e drogarias.

O texto aprovado é um substitutivo do deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA) ao Projeto de Lei 668/11, do ex-deputado Policarpo e a outra proposta apensada (3360/12). Segundo Almeida, a regulamentação já deveria ter sido objeto de lei há muito tempo. “A aprovação se justifica pelo mais alto interesse público, uma vez que ampliará a qualidade e segurança dos serviços oferecidos à sociedade.”

O substitutivo incluiu a obrigação de os auxiliares de nível médio terem curso técnico de nível médio na área e estarem inscritos no Conselho Regional de Farmácia da sua localidade.

A proposta retirou o detalhamento das atribuições do auxiliar, previstas no texto original, como a organização do ambiente de trabalho e o zelo pela ética profissional e comercial na venda de produtos prescritos por profissionais da saúde.

Outra responsabilidade do auxiliar de farmácias e drogarias, depois de devidamente qualificado e capacitado, será orientar o consumidor sobre fórmulas, bulas, prescrição medicamentosa, indicação e contraindicação de tipos de remédios, nomes de laboratórios, distribuição, controle e conservação de medicamentos e de outros produtos correlatos.

A proposta retirou a previsão de os órgãos de saúde pública firmarem convênios com as entidades de classe dos auxiliares de farmácias e drogarias para participação desses profissionais em campanhas educacionais de saúde e de vacinação.

Outro ponto que saiu do texto foi a possibilidade de os auxiliares, sempre que solicitados, se colocarem à disposição do Estado para orientar e auxiliar a população em situações de epidemias ou calamidade públicas.

Tramitação
O projeto, que tramita em caráter conclusivo, ainda será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

PL-668/2011
PL-3360/2012

Aproveite e profissionalize-se também! 


(Fonte: http://pfarma.com.br)

Aprovado projeto que regulamenta profissão de Auxiliar de Farmácia

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou proposta que regulamenta o exercício da profissão de auxiliar de farmácias e drogarias. Pelo texto, só poderá exercer a atividade o trabalhador com nível médio completo e curso profissionalizante. Será exigido ainda do funcionário registro na Carteira de Trabalho que comprove o ofício em farmácias e drogarias.

O texto aprovado é um substitutivo do deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA) ao Projeto de Lei 668/11, do ex-deputado Policarpo e a outra proposta apensada (3360/12). Segundo Almeida, a regulamentação já deveria ter sido objeto de lei há muito tempo. “A aprovação se justifica pelo mais alto interesse público, uma vez que ampliará a qualidade e segurança dos serviços oferecidos à sociedade.”

O substitutivo incluiu a obrigação de os auxiliares de nível médio terem curso técnico de nível médio na área e estarem inscritos no Conselho Regional de Farmácia da sua localidade.

A proposta retirou o detalhamento das atribuições do auxiliar, previstas no texto original, como a organização do ambiente de trabalho e o zelo pela ética profissional e comercial na venda de produtos prescritos por profissionais da saúde.

Outra responsabilidade do auxiliar de farmácias e drogarias, depois de devidamente qualificado e capacitado, será orientar o consumidor sobre fórmulas, bulas, prescrição medicamentosa, indicação e contraindicação de tipos de remédios, nomes de laboratórios, distribuição, controle e conservação de medicamentos e de outros produtos correlatos.

A proposta retirou a previsão de os órgãos de saúde pública firmarem convênios com as entidades de classe dos auxiliares de farmácias e drogarias para participação desses profissionais em campanhas educacionais de saúde e de vacinação.

Outro ponto que saiu do texto foi a possibilidade de os auxiliares, sempre que solicitados, se colocarem à disposição do Estado para orientar e auxiliar a população em situações de epidemias ou calamidade públicas.

Tramitação
O projeto, que tramita em caráter conclusivo, ainda será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

PL-668/2011
PL-3360/2012

Aproveite e profissionalize-se também! 


(Fonte: http://pfarma.com.br)