terça-feira, 5 de setembro de 2017

Cabelo Oriental: cuidados e tratamentos

As mulheres orientais possuem, normalmente, cabelos mais lisos. Por causa da estrutura dos fios, logo, alguns cuidados são essenciais para que eles fiquem sempre incríveis.

Em geral, as madeixas orientais são mais grossas porque possuem um número maior de células de cutícula em cada um dos fios, diferente do que acontece na estrutura dos outros tipos de cabelo. Sendo assim, a umidade não entra no interior das madeixas, deixando-as mais brilhantes, pesadas e lisas.

A queratina é distribuída em abundância, o que ajuda na resistência ao calor, sol e até umidade. No entanto, a substância em excesso pode acabar danificando os fios. Dessa maneira, se o seu cabelo tem estas características, evite produtos que tenham este componente. Na hora de escolher um shampoo, dê preferência para os que cuidem do couro cabeludo. Uma pele saudável facilita o desenvolvimento de um cabelo sedoso e bonito.

Babyliss

Muitas pessoas se encantam com o cabelo liso das japonesas, coreanas e chinesas, porém, não é fácil manter fios assim. Por serem pesados, eles acabam não segurando nenhuma textura. O babyliss, por exemplo, é algo que não dura. As ondas precisam de muito spray fixador para ficarem em pé e quem tem as madeixas assim sabe como é difícil manter um penteado.

Se você quiser mudar e pintar os cabelos, a palavra da vez é ousadia! Não há mais regras, qualquer cor pode ser usada no cabelo oriental. Mas é preciso atenção e cuidado: como as madeixas são normalmente mais escuras, quem deseja ficar loira ou abusar das cores mais claras necessita, na maioria das vezes, fazer uma descoloração antes para que a tonalidade consiga se fixar.

A dica é procurar um profissional de confiança e sempre testar a tinta em uma mecha e não no cabelo inteiro. A química reage de maneiras diferentes, assim, um bom resultado precisa de preparação e cuidado.



(Fonte: terra.com.br)

Nenhum comentário:

Postar um comentário