segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Vem aí um novo recurso no Google Maps


O Google Maps está prestes a ganhar um recurso ótimo para quem aproveita as viagens de ônibus para tirar um cochilo. De acordo com o TechCrunch, o aplicativo deve lançar em breve uma ferramenta que guia o usuário em tempo real por um trajeto desejado, mandando até mesmo notificações quando for a hora de descer do ônibus ou do trem. Quando o usuário procurar pelo trajeto para chegar a determinado local, verá um botão "iniciar" na parte inferior da tela. Ao clicar nesse botão, o usuário começará a receber notificações na sua tela inicial com as orientações do que fazer para chegar ao seu destino (por exemplo: "caminhe até a Rua X, número Y", "pegue a linha amarela sentido leste", "embarque no ônibus XYZ" ou "desembarque agora").

Por exemplo: você pode embarcar no ônibus que o Google Maps orientar, e depois não precisa ficar conferindo o app para saber quando tem que descer. Na hora que você tiver que se preparar para desembarcar, o aplicativo enviará uma notificação que fará seu celular vibrar, e então você saberá. A imagem abaixo mostra como essas notificações devem ser:

Reprodução


Tutorial de como chegar


Como o Engadget aponta, as notificações também são interativas, o que significa que você pode conferir os passos anteriores de sua viagem. Assim, você pode garantir que pegou o ônibus no ponto certo ou que embarcou no metrô com o destino correto. Esse recurso deixa o Google Maps mais parecido com outros aplicativos de transporte público que já tinham recursos parecidos, como o CityMapper e o Transit.

Ainda não há indicações precisas de quando o novo recurso deve começar a funcionar. No entanto, o site acredita que alguns usuários devem receber a atualização ao longo dos próximos dias. Com isso, usuários que queiram usar o recurso daqueles outros aplicativos de transporte vão poder fazer isso usando um app que provavelmente já está instalado em seus celulares.

Inscreva-se em goo.gl/GvewWy e saiba tudo sobre o mundo da tecnologia.


(Fonte: olhardigital)

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Primeiro SMS foi enviado há 25 anos; você sabe o que dizia a 1ª mensagem?

Era 3 de dezembro de 1992 quando o programador britânico Neil Papworth, então com 22 anos de idade, enviou a primeira mensagem de texto do mundo. Nascia, então, o Serviço de Mensagem Curta, mais conhecido pela sua sigla em inglês SMS, uma espécie de avô do WhatsApp, Telegram e demais aplicações modernas indispensáveis nos dias de hoje.

A mensagem enviada por Papworth de seu computador para o colega Richard Jarvis foi bem simples: “Merry Christmas” ou, em português, Feliz Natal. E um dos criadores daquilo que se tornaria parte essencial do dia a dia de bilhões de pessoas ao redor do mundo sequer fazia ideia de que havia dado o pontapé inicial em uma das formas de comunicação mais populares de todos os tempos.
“Em 1992, eu não tinha ideia de quão popular se tornar enviar mensagens de texto e que isso faria surgir os emojis e os apps de mensagens usados por milhões”, comentou o programador ao Daily Mail. “Olhando para trás para uma retrospectiva, fica claro que a mensagem de Natal enviada por mim foi um momento-chave na história do mobile.”
"Papworth ajudou a criar o SMS para a operadora Vodafone e o formato foi rapidamente adotado por outras companhias"
Papworth participou da equipe responsável por desenvolver a tecnologia para a operadora de telefonia Vodafone, mas logo outras empresas e marcas passaram a adotar o formato. Com o passar do tempo e a evolução da tecnologia, as mensagens de texto se tornaram cada vez mais populares dentro dos computadores e dos celulares, com serviços como mIRC, ICQ e MSN Messenger, além dos chats de bate-papo, popularizando de vez o formato de conversa por texto em meios digitais.
Em 1999, outra criação muito significativa para as comunicações atuais acontece: o primeiro emoji surge no Japão. Ao longo dos últimos 18 anos, os pictogramas foram tomando conta de quase todos os espaços da web e, hoje, é difícil encontrar um espaço de conversa online em que eles não estejam presentes.

Assim, para celebrar a data, o seu criador recriou a primeira mensagem de texto enviada há 25 anos usando apenas emojis. 

SMS Emoji
Primeiro SMS foi recriado em formato de emoji.

Cadastre-se em https://goo.gl/KSh5Lg e saiba mais sobre o universo da Tecnologia!


(Fonte: www.tecmundo.com.br)

Prefeitura de Porto Alegre recebe casamento coletivo



Sete casais em situação de vulnerabilidade social foram beneficiados por cerimônia sem custos

Ronaldo Bernardi / Agencia RBS
Alguns adiaram o sonho por meses. Outros, por décadas. Mas na manhã ensolarada deste  sábado (2) finalmente deram o sim diante do altar, improvisado na escadaria da prefeitura de Porto Alegre. Às 10h45min, com atraso de quase uma hora, sete casais celebraram um casamento coletivo, com direito a desfile em tapete vermelho e marcha nupcial tocada pela banda municipal.

O primeiro casamento coletivo realizado no imponente prédio do Paço Municipal foi uma iniciativa da prefeitura, com apoio do Sindicato dos Registradores Públicos do Estado do RS (Sindiregis). Os noivos não tiveram de desembolsar um tostão e, por isso, puderam caprichar na vestimenta. O motoboy Marlon Noal, 29 anos, botou terno de gala e comprou um traje especial para o filho Maurício, quatro anos, que mal conseguia conter a emoção de ver o pai e a mãe casarem. Pai e filho estavam de óculos escuros novos, também, já que não tiveram gastos com o cerimonial.
A noiva, a auxiliar administrativa Priscila dos Santos, estava exuberante, com vestido de casamento imponente e sorriso permanente no rosto. Ela diz que sempre pensou em casar, mas o custo era um impeditivo, pensava sempre em reservar dinheiro para outras prioridades, como comprar uma casa. Aí surgiu a chance do enlace oficial.

- É um momento mágico, nem consigo acreditar. E com meu filho assistindo - relatou, emocionada.

Ronaldo Bernardi / Agencia RBS
Prefeito Nelson Marchezan Junior (de cinza) brindou com os noivos na cerimônia de casamento coletivo
Antônio Marcos Azevedo Melo, 43 anos, que deve o nome ao falecido cantor Antônio Marcos (de quem o pai dele era fã), era outro esfuziante. Auxiliar de carga e descarga numa transportadora, ele nunca teve dinheiro para oficializar a união de cinco anos com a auxiliar de serviços gerais Edenis Regina Pereira. Os dois já viveram outros casamentos, ela inclusive tem quatro filhos, mas nenhum dos noivos tinha casado até hoje. Inclusive pelo custo da iniciativa.

- Finalmente chegou a hora - definiu ele, pouco antes de ver a noiva entrar na prefeitura.

O prefeito Nelson Marchezan Junior compareceu à cerimônia e fez um breve discurso, enfatizando que a prefeitura "não gastou um centavo" com o processo. O Sindicato dos Registradores anistiou os noivos do pagamento de R$ 560 dos registros e taxas da documentação. Já o bolo, os vestidos e a maquiagem (as noivas foram preparadas por cabeleireiros e maquiadores) foram patrocinados pelo Senac Beleza e Instituto Mix. Cada casal teve direito a convidar uma dupla de padrinhos e amigos e familiares para acompanhar a cerimônia, celebrada por um juiz de paz. Ao final, os noivos fizeram um brinde, sob flashes dos fotógrafos.

- Um dia de sonho - resumiu a recém-casada Priscila dos Santos.


(fonte: gauchazh.clicrbs.com.br)